"Olá, eu sou a Alice!"
Fale por aqui com a
nossa Assistente Digital

Síndrome da Apneia do Sono: conheça os principais sintomas

02 Abril 18   |   266

A Síndrome da Apneia do sono caracteriza-se por paragens da respiração durante o sono, originadas pelo estreitamento e/ou obstrução intermitente da faringe. No decorrer da noite, esta situação pode provocar o surgimento de dessaturações do sangue em oxigénio, fragmentação do sono, alterações da frequência cardíaca, aumento da pressão arterial, híper-colesterolémia, arritmias cardíacas, cardiopatias isquémicas e AVC`S.

Quando esta situação se confirma, é frequente que o número de horas de descanso se torne inferior ao tempo necessário, e é muito comum um individuo sofrer deste problema durante anos, sem ter a menor consciência disso. Quando levado ao extremo, pode resultar numa privação crónica do sono e causar implicações mais graves para o doente.

Esta é uma doença que provoca graves distúrbios no sono e tem um impacto forte a nível físico e mental. A sua detecção precoce é determinante, uma vez que permite adoptar o tratamento mais adequado e prevenir o seu agravamento.

Assim, é conveniente que todos aqueles que se revêem em algumas características ditas “de risco” ou que sofrem algumas das manifestações da síndrome sejam avaliados por um especialista.

Manifestações possíveis:

Diurnas

  • Sonolência
  • Cansaço ao acordar
  • Sonolência quando conduz
  • Secura na boca
  • Acidentes laborais
  • Perda de memória
  • Perda de concentração
  • Outras alterações da função intelectual (diminuição da auto-estima e da autocritica, dores de cabeça matinais)

Noturnas

  • Ressonar (roncopatia)
  • Paragens respiratórias (referidas pelo/a companheiro/a)
  • Despertares súbitos com sensação de sufocação ou engasgamento
  • Sono agitado
  • Salivação excessiva
Consequências da falta de tratamento:
  • Sonolência e adormecimento fáceis e incontroláveis
  • Elevado risco de acidentes de viação por adormecimento
  • AVC – Acidente Vascular Cerebral
  • Morte súbita de causa cardíaca durante a noite
Quem corre maior risco?
  • Adultos com mais de 35 anos
  • Homens
  • Pessoas com excesso de peso
  • Consumidores crónicos de tabaco
  • Consumidores de álcool
  • Consumidores de medicamentos para induzir o sono


CONSULTA DA APNEIA DO SONO