"Olá, eu sou a Alice!"
Fale por aqui com a
nossa Assistente Digital

Mamografia 3D: o futuro da prevenção do cancro da mama

09 Novembro 20   |   315

A Mamografia 3D é uma tecnologia que está para a mamografia convencional como o smartphone está para um telemóvel de teclas. Permite um diagnóstico muito mais precoce do cancro da mama e uma melhoria na eficácia do rastreio. Na Cintramédica, a Drª Catarina Gama Pinto, Ginecologista responsável pela Consulta de Patologia da Mama, e a Drª Cláudia Videira, Radiologista, descrevem os benefícios deste exame.

 

Vantagens técnicas do exame

A Mamografia 3D permite um estudo mais eficaz das patologias da mama do que a mamografia convencional. Também denominada Tomossíntese Mamária, neste exame são realizados múltiplos planos, com cerca de 1 milímetro. Posteriormente, esses planos são reconstruídos para criar uma imagem tridimensional da mama. Esta técnica representa, assim, uma enorme vantagem sobre a mamografia 2D, ou seja, a mamografia convencional. Nesse sentido, a Drª Catarina Gama Pinto, Ginecologista na Cintramédica, adianta que “esta tecnologia tem uma elevada sensibilidade e faz cortes milimétricos, detetando com maior precisão patologias em pacientes com maior densidade mamária, característica, de uma maneira geral, das mulheres mais jovens”.

Por outro lado, a Drª Cláudia Videira, Radiologista na Cintramédica, refere que este equipamento reforça a “sensibilidade e especificidade do exame mamográfico, recomendando-se a sua utilização com a técnica combo (2D + 3D)”. A Radiologista adianta ainda que a Mamografia 3D “permite detetar lesões nas mamas mais densas, assim como uma melhor classificação de microcalcificações e nódulos”.

 

Diagnóstico precoce

Para a Drª Catarina Gama Pinto, um dos principais benefícios é, em primeiro lugar, o diagnóstico precoce. “Se for detetado um tumor com mais de 1 cm, o protocolo terapêutico oncológico poderá envolver tratamento com quimioterapia. No entanto, a Mamografia 3D permite detetar tumores mais pequenos, tornando as pacientes elegíveis para uma cirurgia conservadora da mama, em vez de se optar pela quimioterapia ou pela mastectomia”. Na opinião da Ginecologista, a Mamografia 3D “pode melhorar, em última instância, em muito, a qualidade de vida das pacientes, consoante o tratamento efetuado.” A médica adianta também que “muitas vezes, devido às sessões de quimioterapia, muitas pacientes têm de se ausentar do trabalho, além das consequências físicas e psicológicas decorrentes de um tratamento médico-cirúrgico mais agressivo”.

 

Vantagens no rastreio do cancro da mama

O rastreio organizado de base populacional é indicado bianualmente a mulheres entre os 50 e os 69 anos. No entanto, e de acordo com a Drª Catarina Gama Pinto, “o rastreio personalizado pode ser realizado a partir dos 40 anos, devendo ser feito entre 12 a 24 meses de intervalo, dependendo da clínica e dos resultados de uma primeira mamografia”. Nesse sentido, “a Mamografia 3D é muito útil no rastreio personalizado que se faz na Cintramédica”, conclui.
Por outro lado, a Drª Cláudia Videira reforça a eficácia do rastreio do cancro da mama por Mamografia 3D. Na opinião da Radiologista, “permite melhor definição das lesões sejam elas nódulos, microcalcificações ou distorções e diminuir as sobreposições.”

 

Mamografia 3D é mais eficaz na Cintramédica

O mamógrafo utilizado na Cintramédica utiliza um dos mais recentes algoritmos de reconstrução de imagem. A Drª Cláudia Videira acrescenta que “este equipamento permite um movimento angular total de 30°” na obtenção dos vários planos que constituem a reconstrução da imagem tridimensional da mama.

Marque já a sua Consulta da Patologia da Mama e a sua Mamografia 3D na clínica Cintramédica de Sintra.

 

Referências bibliográficas: