"Olá, eu sou a Alice!"
Fale por aqui com a
nossa Assistente Digital

Ataque de pânico: o que é, como lidar, quando pedir ajuda

05 Novembro 21   |   340
O ataque de pânico é um episódio traumático para quem o experimenta. A psicóloga Joana Sousa Teles ajuda-nos a perceber o que é um ataque de pânico, o que se pode fazer nessa situação e como a terapia pode ajudar.
 
O que é um ataque de pânico?
Um ataque de pânico é um episódio abrupto e intenso de medo ou desconforto intenso. Este episódio pode ocorrer num estado ansioso ou num estado calmo e dura entre 5 a 20 minutos, atingindo um pico de intensidade ao fim de poucos minutos.
Há um conjunto de sintomas que podem ocorrer. São os mais comuns:
  • Coração acelerado, palpitações ou taquicardia
  • Tremores
  • Suores, sentir-se com calor ou com calafrios
  • Sensação de falta de ar, hiperventilação, dor no peito
  • Náuseas, enjoos, mal-estar abdominal
  • Sensação de tontura, sentir que vai desmaiar
  • Sensação de desrealização (sentir-se fora da realidade) ou despersonalização (sentir-se fora de si mesmo)
  • Medo de perder o controlo, medo de morrer
 
Técnicas para lidar com um Ataque de Pânico

Treino de Controlo Respiratório ou Respiração Profunda

Coloque a mão sobre o seu abdómen que vai encher totalmente enquanto inspira de forma lenta e controlada pelo nariz contando até 5.
Agora liberte o ar pela boca contando até 7 e sempre de forma controlada e lenta.
 

Pratique de Mindfulness

Esteja presente, aumente a consciência do que o rodeia.
Pode experimentar esta técnica: Sente-se de forma confortável, sem cruzar braços nem pernas. Nomeie 5 objetos à sua volta. De seguida nomeie 5 cores que está a ver e finalmente 5 sensações como: “Estou a sentir o meu braço a tocar na cadeira”.
 

Treino de Relaxamento

O relaxamento consiste sobretudo na libertação da tensão de forma voluntária, seja esta psicológica ou física.
 

Seja organizado e faça as coisas com tempo

Organize bem o seu dia desde o início. Se começa o seu dia de forma acelerada, sem organização ou controlo está a contribuir para o aumento da sua ansiedade.
  • Pratique exercício físico
  • Faça uma alimentação equilibrada
  • Mantenha-se hidratado
 

Como devo agir perante alguém que está a ter um ataque de pânico?

Mantenha-se presente e certifique a pessoa que você está ali. Fale de forma objetiva mas evite fazer perguntas ou falar demasiado.
Lembre a pessoa de que deve praticar a respiração profunda. Talvez até possam praticá-la juntos.
Nalguns casos pode ser positivo que a pessoa caminhe lentamente num local arejado e calmo. Beber água também pode ajudar.
 
Porquê procurar a ajuda de um psicólogo?
Se os ataques de pânico se tornam recorrentes apresentam um sofrimento emocional sério e impactante no dia-a-dia. Muitas vezes entra-se num ciclo de evitamento. Este ciclo consiste no facto da pessoa, por ter medo de voltar a sentir-se assim, tende a evitar situações ou contextos que sente que não controla. Antecipa possíveis cenários de poder voltar a ter um ataque de pânico e evita essas situações ou lugares.
No acompanhamento psicológico e através de um processo profundo de autoconhecimento, o paciente aprende uma nova forma de lidar com as suas dificuldades. São exploradas várias técnicas de controlo e aprende-se uma nova forma de pensar sobre a ansiedade e os medos.

Autor do artigo

Joana Sousa Teles

Psicóloga