"Olá, eu sou a Alice!"
Fale por aqui com a
nossa Assistente Digital

Porque devemos vacinar os nossos filhos?

03 Novembro 18   |   133

As vacinas constituem um dos melhores exemplos do sucesso da implementação de programas de saúde, tendo permitido erradicar e controlar várias doenças causadoras de grande mortalidade e morbilidade.

A eficácia, benefício e perfil de segurança das vacinas estão inequivocamente comprovados por numerosos estudos científicos.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) apela à vacinação na infância e ao longo da vida, não só pela imunização de quem é vacinado mas também pela prevenção de propagação de doenças (imunidade de grupo).

Quais são os efeitos secundários?

As vacinas podem provocar reacções adversas, no entanto, estas são maioritariamente de curta duração e limitam-se ao local da injecção (inchaço, vermelhidão e dor). Em determinadas vacinas, pode ainda, ocorrer febre. Se se registarem reacções adversas inesperadas, que possam ser atribuídas à vacinação, deve contactar o serviço de saúde onde a criança foi vacinada.

Como funcionam as vacinas?
  • As vacinas têm fragmentos virais ou bacterianos
  • Estimulam a produção de anticorpos no organismo protectores de doenças
  • Ao contacto com o vírus ou bactérias, os anticorpos irão prevenir a doença ou fazer com que esta se manifeste de uma forma atenuada

 

PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO