Gasometria



Diabetes: descubra os principais sintomas e formas de prevenção

13 de Novembro de 2015

A Diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis glicemia (açúcar) no sangue e pela incapacidade do organismo processar toda a glicose proveniente dos alimentos.

O tratamento da diabetes depende de três factores: alimentação, actividade física e medicação. Apesar de necessitar de algumas regras na alimentação, o doente diabético pode ter uma vida perfeitamente normal e autónoma. A alimentação dos diabéticos deve ser tão equilibrada, variada e completa como a alimentação de qualquer individuo saudável. O diabético deve incluir na sua alimentação diária o consumo de hortícolas, frutos, cereais de grão inteiro e leguminosas, todos ricos em hidratos de carbono, mas igualmente ricos em fibra alimentar, vitaminas, minerais e antioxidantes. Por outro lado, os diabéticos, apesar de não estarem totalmente proibidos de ingerir açúcar ou alimentos açucarados, devem evitar o consumo deste tipo de alimentos, uma vez que contribuem para uma subida rápida da glicemia (açúcar no sangue) e apresentam, normalmente, uma elevada densidade calórica.  

Vantagens de uma alimentação saudável:
• Ajuda a manter um peso adequado
• Normaliza os níveis de glicemia no sangue
• Ajuda a controlar a tensão arterial e os níveis de colesterol
• Diminui o risco de ter doenças cardíacas
 
Grupos de Risco

A diabetes é uma doença silenciosa que se pode desenvolver sem sintomas durante muitos anos. Em Portugal, segundo o relatório do Observatório Nacional de Diabetes, são detectados 150 novos casos por dia. Apesar do relatório indicar que em 2014 o número de mortes e amputações causadas pela diabetes diminuiu, existem grupos de risco que devem controlar o nível de açúcar no sangue:
 
• Pessoas com familiares directos com diabetes;
• Mulheres e Homens obesos;
• Homens e mulheres com tensão arterial alta ou níveis elevados de colesterol no sangue;
• Mulher que contraíram a diabetes gestacional na gravidez;
• Crianças com peso igual ou superior a quatro quilogramas à nascença;
• Doentes com problemas no pâncreas ou com doenças endócrinas.
 
Tipos de Diabetes

1) Diabetes Tipo 1: É a mais rara. Acontece quando o pâncreas produz insulina em quantidade insuficiente ou em qualidade deficiente. Nestes casos, o paciente necessita de uma terapêutica de insulina para toda a vida.

2) Diabetes Tipo 2: É a mais comum (90% dos casos). Nestes casos o pâncreas produz insulina mas as células do organismo oferecem resistência à sua acção. Por norma, o tratamento consiste numa dieta alimentar, na prática regular de actividade física e, na maioria das vezes, de terapêutica oral.

3) Diabetes Gestacional: Surge durante a gravidez e desaparece. É importante manter uma dieta apropriada para que a gravidez decorra sem problemas.
 
Sintomas da Diabetes

Todas as pessoas em risco devem fazer análises periódicas para controlar os níveis de açúcar no sangue. 
Nos adultos a diabetes é geralmente de tipo 2 e manifesta-se através dos seguintes sintomas:
 
• Urinar em grandes quantidades e muitas vezes durante a noite
• Sede constante e intensa
• Fome constante e difícil de saciar
• Fadiga
• Comichão no corpo, designadamente nos órgãos genitais
• Visão Turva
• Perda de peso

Nas crianças e jovens a diabetes é quase sempre de tipo 1 e apresenta os seguintes sintomas:
 
• Urinar muito
• Ter muita sede
• Emagrecer rapidamente
• Dores de cabeça, náuseas e vómitos
• Grande fadiga e dores musculares 

 
 
 
design binário