Gasometria



Rastreio do Cancro do Cólon e Recto

22 de Setembro de 2011

O Cancro do Cólon e Recto (CCR) é um tumor maligno que afecta o intestino grosso. O número de novos casos desta doença tem aumentado ao longo dos anos e o CCR é, actualmente, a principal causa de morte por cancro em Portugal, sendo responsável por cerca de 14% de todas as mortes por cancro e constituindo, assim, um grave problema de saúde no nosso país. Diariamente morrem, em Portugal, 10 pessoas devido ao CCR.

A grande maioria dos casos de CCR evolui ao longo de anos, a partir de lesões benignas, os pólipos adenomatosos. Esta evolução é geralmente lenta e não condiciona qualquer sintoma. Quando detectados numa fase precoce a grande maioria dos pólipos pode ser removida sem necessidade de intervenção cirúrgica, durante um exame designado colonoscopia. A detecção precoce da lesão e a sua remoção endoscópica levam à cura da doença e evitam o desenvolvimento dos estádios mais avançados, para os quais o tratamento é habitualmente cirúrgico, acompanhado ou não de outros métodos, como a quimioterapia ou a radioterapia.

Diferentes estudos demonstraram, de forma inequívoca, que o rastreio do CCR reduz a incidência e a mortalidade por este tipo de cancro. 
Assim, para os indivíduos sem história familiar de CCR ou de adenomas do intestino e que não tenham outras doenças que se associem a um aumento do risco de desenvolvimento de CCR, o programa de rastreio deverá ter início aos 50 anos de idade podendo ser utilizado um dos seguintes métodos:
1) Pesquisa de sangue oculto nas fezes, com periodicidade anual. Caso uma das amostras testadas seja positiva deverá ser efectuada uma colonoscopia total para avaliar a presença de potenciais lesões sangrantes do colon; 
2) Fibrosigmoidoscopia (exame endoscópico que avalia os segmentos mais distais do cólon e recto) de 5 em 5 anos;
3) Colonoscopia total (exame endoscópico que avalia a totalidade do cólon e recto) de 10 em 10 anos.

O Cancro do Cólon e Recto é uma doença frequente e que pode ser fatal. O diagnóstico precoce pode salvar a sua vida!
Todos os indivíduos assintomáticos e sem história familiar de CCR deverão iniciar o programa de rastreio desta patologia aos 50 anos de idade.

Marque já a sua consulta de Gastrenterologia através do nosso site.
Poderá também marcar presencialmente ou através do nosso telefone 21 910 00 80.

Artigo escrito por:
- Dra. Susana Mão de Ferro - Médica Gastrenterologista da Cintramédica
- Dr. António Dias Pereira - Médico Gastrenterologista da Cintramédica
 

Consultas Relacionadas:
- Gastrenterologia


 

design binário