Gasometria



Disfonia infantil em idade Pré-Escolar

04 de Julho de 2016

A disfonia é caracterizada por qualquer dificuldade na produção da voz, seja rouquidão, cansaço ao falar, voz fina ou grossa demais, mais fraca ou mais forte do que esperado.

Como saber se o seu filho tem problemas de voz?

Sempre que verifique que a voz do seu filho ficou diferente nos últimos tempos (rouca, fraca, tensa ou cansada, por exemplo), se melhora quando ele fica alguns dias sem falar e piora em situações que dá mais uso à voz. Nestes casos, sempre que as alterações permanecerem durante 15 dias deve procurar a ajuda de um especialista.

A importância das alterações na voz

Os pais e educadores dão pouca importância às alterações de voz na criança, no entanto estas alterações podem prejudicar a sua eficiência comunicativa, o seu desenvolvimento social e educacional e a sua participação em atividades com outras crianças. Na verdade, deveriam ser os pais os primeiros a perceber que a voz dos seus filhos está alterada, uma vez que as próprias crianças têm dificuldade em detetar este tipo de problemas, pois dificilmente se queixam de cansaço, dor ou esforço para falar. Muitas vezes, em ambiente familiar, são os próprios pais que utilizam hábitos inadequados, o que acaba por influenciar a forma como as crianças dão uso à sua voz.
 


Exemplos de hábitos inadequados:

- Estar sempre a chorar e a gritar pode causar vários graus de irritação na laringe e provocar a rouquidão;
 
- Deve beber água e hidratar as pregas vocais várias vezes ao longo do dia. A desidratação das pregas vocais pode ser a causa de problemas de voz;
 
- Ingerir bebidas frias e gelados é prejudicial para a voz, uma vez que o choque térmico causa uma descarga imediata de muco e edema das pregas vocais, o que diminui a eficácia da vibração e a voz pode não sair tão bem;
 
- Deve inspirar sempre pelo nariz, para que o ar inalado possa ser filtrado, aquecido e humidificado. Quando inspira pela boca pode provocar secura nas pregas vocais e podem surgir problemas como infeções na garganta, queixo retraído, deformação da dentição, olheiras, falta de concentração, entre outros;
 
- Imitar vozes pode contribuir para o aparecimento de alterações nas pregas vocais, devido ao atrito que provoca irritação e descamação do tecido das pregas vocais.
 

Com o objetivo de incutir hábitos corretos ao uso da voz, a Cintramédica preparou uma lista de coisas que os pais e educadores devem fazer para ajudar as crianças a terem uma voz saudável. 

O que os pais/educadores devem fazer:

• Falar num tom calmo e de intensidade mais baixa para a criança;
• Pedir em vez de ordenar;
• Prestar atenção ao que a criança quer dizer, ensinando-a a esperar pela sua vez e a participar nas conversas;
• Evitar gritar;
• Incentivar a criança a beber muita água;
• Estimular a criança a comer maça porque ajuda a limpar a boca e a faringe;
• Ensinar a criança a olhar para as pessoas quando estão a falar;
• Estar atenta à voz da criança e caso notem alguma alteração por tempo prolongado devem procurar a ajuda de um terapeuta da fala;
• Evitar ambientes frios, com ar condicionado, fumo ou pós, pois sema a laringe e irritam-na.

 

Consultas Relacionadas:
- Terapia da Fala

 

design binário